MISA COM ORAÇÃO POR CURA E LIBERTAÇÃO CLAMANDO POR MILAGRES. 23 DE JULHO

ABRA - TE À RESTAURAÇÃO

domingo, 13 de novembro de 2016

Idosa de 81 anos de SC volta a estudar para realizar sonho de autobiografia

Ela sai às 7h de casa para poder ir para a escola em Florianópolis.

Adélia não teve oportunidade de estudar quando morava em fazenda.

Uma idosa que mora em Florianópolis tem uma rotina de estudos. Aos 81 anos, ela busca a alfabetização para realizar o sonho de escrever a autobiografia. Adélia Domingues contou que não teve oportunidade de estudar quando morava em uma fazenda, como mostrou a RBS TV no sábado (12).

Ela mora sozinha no bairro Rio Vermelho, no Norte da Ilha. Quando jovem morava no estado gaúcho e faltou oportunidade para os estudos. "Porque a gente cresceu numas fazendas no interior que não tinha onde ir para escrever e ler", contou a aposentada.

Para superar essa dificuldade, Adélia começa o dia cedo. Em meio a tantas atividades talvez a principal delas é a busca pela conclusão dos estudos para depois escrever a sua autobiografia. "Meu sonho era contar a minha história. Porque eu acho uma história muito boa", resumiu.

Rotina começa cedo
Às 7h, ela sai de casa para enfrentar a rotina diária. Ela sai do Rio Vermelho em um ônibus lotado, para no Terminal da Lagoa, pega outro ônibus, também cheio.

Mas tudo isso compensa quando chega ao Núcleo de Estudos da Terceira Idade, unidade que fica na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Ali, Adélia frequenta o EJA, o programa de Educação de Jovens e Adultos da prefeitura da capital.

Os professores elogiam. "Ela é uma aluna realmente exemplar porque ela está sempre aqui todos os dias com muita energia, muita disposição, compartilhando as suas experiências, que é o que a gente valoriza aqui também", disse André Marcelino.

"É uma oportunidade para tu manteres a tua cabeça em movimento, trazer informação, trazer alegria para o teu dia a dia. Poder escrever, para quem não teve, por exemplo, a oportunidade de se alfabetizar quando jovem, escrever sobre a sua história e deixar isso para os seus familiares é o sonho dela. E ela vai conseguir fazer isso", disse outra professora, Marilucia Marques.

Publicado originalmente do Site: G1

0 comentários:

Postar um comentário