MISA COM ORAÇÃO POR CURA E LIBERTAÇÃO CLAMANDO POR MILAGRES. 23 DE JULHO

ABRA - TE À RESTAURAÇÃO

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Nasce uma nova devoção: O Caminho da Misericórdia

Animando a contemplar o mistério da misericórdia, ao qual chamou o Papa Francisco ao convocar o Ano Santo quando diz que ela “é fonte de alegria, de serenidade e de paz”, e “é condição para nossa salvação”, na Polônia nasceu uma nova devoção entorno deste grande mistério de Deus.
Trata-se do “Caminho da Misericórdia”, uma bela prática de piedade entorno da Misericórdia que se celebrou pela primeira vez no sábado, 02 de abril, no Santuário da Divina Misericórdia de Lagiewniki, Cracóvia, por iniciativa do Padre Franciszek Slusarczyk, reitor do Santuário.
“Isto foi uma surpresa. Pela primeira vez, desde Cracóvia, Polônia, o mundo se inteirou de que neste lugar, no Ano da Misericórdia, nasceu uma nova faísca da misericórdia para converter-se em uma nova forma de profunda oração”, disse o sacerdote, que foi citado em nota de imprensa difundida pela organização da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Cracóvia 2016.
O sacerdote também manifestou seu desejo que a devoção se difunda por todo o mundo: “Tenho a esperança de que o Caminho da Misericórdia possa ser vivido não somente no Santuário da Divina Misericórdia, em Lagiewniki, mas também em todos os lugares de culto à Divina Misericórdia”.
A devoção consiste em 21 estações nas quais se meditam passagens bíblicas, assim como contribuições da Encíclica ‘Dives in Misericordia’ do Papa João Paulo II; e extractos do Diário de Santa Faustina Kowalska, religiosa polonesa conhecida como “Apóstolo da Misericórdia”.
No último sábado, na véspera do Domingo da Misericórdia -festividade que precisamente foi instituída por São João Paulo II para que se celebre a cada ano no Segundo Domingo de Páscoa-, se oraram as primeiras 7 estações que fazem referência à experiência da Fé em Jesus, como o explicou Malgorzata Pabis, porta-voz do Santuário: “Encontrar-se com o Senhor Jesus à luz da Fé, porque Jesus não somente proclama a mensagem da Misericórdia, mas também atua em consequência: dá a vista aos cegos, purifica aos leprosos, ressuscita aos mortos e derrama esperança nos corações da gente”.
Já a partir da oitava se medita sobre o Caminho da Cruz, quando o próprio Jesus Cristo acudiu à misericórdia do Pai e recebeu misericórdia em seu caminho à Crucifixão. Aqui se recordam a Verônica, a Simão de Cirene e a mesma Mãe de Deus.
Entretanto, nas estações restantes -da 15 à 21- se medita nos principais acontecimentos que tiveram lugar após a Ressurreição de Jesus. “Os outros encontros com Jesus, durante o Caminho da Misericórdia nos falam de como o Senhor Jesus não somente percorre os caminhos que levam às cidades e aos povos de nosso presente, do mundo de hoje, mas além disso vai ao encontro das pessoas, cheio de misericórdia e compaixão”, expôs o Padre Franciszek Slusarczyk.
O Santuário polonês, que também está se preparando para receber a milhões de peregrinos no próximo mês de julho por ocasião da JMJ, já anunciou a edição de um livro e um CD para o “Caminho da Misericórdia”, uma devoção que muito seguramente lhe dará grande impulso com o encontro mundial de jovens e o Ano Santo da Misericórdia.


0 comentários:

Postar um comentário