ENCONTRO DE CURA E LIBERTAÇÃO

17 DE DEZEMBRO

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

* Vídeo de jovem que defende o casamento natural e as razões racionais de sua discordância do “casamento” gay viraliza: 3 milhões de visitas!

Em pouco mais de um mês, um vídeo de 12 minutos passou dos três milhões de visualizações no Facebook apenas na página que foi originalmente publicado. Como é comum, foi repostado por várias outras pessoas e possui versões para outras redes sociais. Sendo assim é difícil calcular seu alcance total.


O que chama mais atenção é que, ao contrário do que normalmente acontece com vídeos ‘virais’, não é curto nem possui um tom cômico. Trata-se de uma avaliação consistente sobre a origem do conceito de casamento e como a união consensual afetiva de pessoas do mesmo não pode ser chamada assim.

O jovem Yago Martins, que é escritor e diretor da Academia de Formação em Missões Urbanas, contrasta as imposições “politicamente corretas” de nossos dias com o ensinamento bíblico sobre o assunto. 

Inicia falando que os conceitos de casamento e família são anteriores ao Estado. Logo, o governo não pode mudar esse conceito. “O casamento gay não existe…. casamento vem de acasalamento, traz a ideia de união reprodutiva”, enfatiza.

Rebatendo alguns argumentos comuns dos movimentos LGBT no país, usa argumentos etimológicos, históricos e sociológicos para mostrar a incoerência de se usar o termo “casamento” para falar das uniões gays.

Procura mostrar que “a família sempre foi percebida como um ato heterossexual, casamento não foi definido pelo Estado, foi percebido… Havia família quando não havia Estado”.


Veja!

0 comentários:

Postar um comentário