ENCONTRO DE CURA E LIBERTAÇÃO

17 DE DEZEMBRO

sábado, 16 de maio de 2015

Reflexão Dominical - 24 de Maio 2015

Creio no Espírito Santo -

O Espírito Santo tem uma missão na história da salvação. Qual a missão dele em nós? Instaurar a vida nova de filhos de Deus. Ela nos veio pelo batismo, quando nos tornamos filhos adotivos de Deus e herdeiros da sua eterna. No batismo recebemos o Espírito Santo. Através dele conseguimos chamar Deus de Pai. “De De fato, vós não recebestes espírito de escravos, para recairdes no medo, mas recebestes o Espírito que, por adoção, vos torna filhos, e no qual clamamos:Abbá, Pai!”” (Rm 8,15). Chamamos Deus de Pai, movidos pela inspiração do Espírito Santo. Não chamamos a Deus de Pai por nossa vontade? Claro, mas, movido pela inspiração do Espírito. Sem ele, não conseguiríamos reconhecer Deus como Pai.[1] Ele age em nós.

Quem é o Espírito Santo.
Segundo o Catecismo da Igreja Católica{2) o Espírito Santo é a terceira Pessoa da Santíssima Trindade. Ele é Deus igual ao Pai e ao Filho. Ele procede do Pai» (Jo 15, 26), que é princípio sem princípio e a origem de toda a vida trinitária. O Espírito procede também do Filho (Filioque), pelo dom eterno que o Pai faz de Si ao Filho. O Espírito Santo foi enviado ao mundo pelo Pai e através do Filho encarnado, conduz a Igreja ao conhecimento da Verdade total. “Quando ele vier, o Espírito da Verdade, vos guiará em toda a verdade” (Jo 16,13). Ele nos inspira e nos guia. Entretanto,quantas pessoas o ignoram, não?

Nomes. Lembra de outros nomes do Espírito Santo? Jesus o chama também de Espírito Paráclito (Consolador, Advogado) e Espírito de Verdade. O Novo Testamento o chama ainda de Espírito de Cristo, Espírito do Senhor,Espírito de Deus, Espírito da glória, Espírito da promessa. São nomes dados ao mesmo Espírito, que se manifesta de modos diferentes. De várias formas ele se manifesta: pela unção com o óleo da Confirmação, pelo fogo, pela nuvem na qual se revela a glória divina, pela imposição das mãos e pela a pomba que desce sobre Cristo e permanece sobre Ele no batismo. Com nomes diferentes o Espírito foi uma presença constante na caminhada do povo de Deus, assim como hoje. Você o percebe? Tem em sua vida como guia e luz? Ele está por trás das boas inspirações e dos diversos dons que todos temos.

História da salvação. O Espírito Santo não se manifestou apenas com Jesus Cristo. Ele falou pelos profetas, manifestou-se em todos os que foram inspirados por ele para falar em nome de Deus.Também foi o Espírito que conduziu as profecias do Antigo Testamento ao seu pleno cumprimento. Em Pentecostes, ele é manifesto por Jesus como pessoa divina. É ele que anima e santifica a igreja e cada um dos batizados. Em Maria, ele fez Jesus ser concebido. Deste modo ela se tornou Mãe de Deus. Observou como o Espírito se fez presente na história do povo de Deus?
Enfim, crer no Espírito Santo significa crer no Deus trino, ou seja, que é Pai, que é Filho e que é Espírito Santo. Embora sejam três pessoas distintas, são um só e mesmo Deus. O Espirito Santo foi «enviado aos nossos corações» (Gal 4,6). Ele está presente em nossa vida como sempre esteve na história da salvação. Jesus Cristo o revelou de forma mais translúcida. O que muda em minha vida esse conhecimento sobre o Espírito Santo? Pode nada mudar. Mas, neste caso, pode suscitar um questionamento fundamental: Por que, talvez, não dou a devida atenção às inspirações do Espírito Santo em minha vida?
Eu, diante desta realidade

Reunidos
“Quando chegou o dia de Pentecostes,
os Apóstolos estavam todos reunidos no mesmo lugar.”(At 2,1).

Vivo reunido com as pessoas ou sozinho e fechado no meu mundo?


Unidade
De fato, há diversidade de dons espirituais,
mas o Espírito é o mesmo. (1Cor 12,13)

Reconheço as qualidades dos outros, como dom de Deus?


Confissão
Dito isto, soprou sobre eles e disse-lhes:
«Recebei o Espírito Santo:
àqueles a quem perdoardes os pecados ser-lhes-ão perdoados;
e àqueles a quem os retiverdes ser-lhes-ão retidos» (Jo 20,23)

Até que ponto aceito a confissão como consequência desta palavra de Jesus aos discípulos?

Minha prece

Espí­rito de Deus, enviai dos céus um raio de luz!
Vinde, Pai dos pobres, dai aos corações vossos sete dons.
Consolo que acalma, hóspede da alma, doce alí­vio, vinde!
No labor descanso, na aflição remanso, no calor aragem.
Enchei, luz bendita, chama que crepita, o í­ntimo de nós!
Sem a luz que acode, nada o homem pode, nenhum bem há nele.
Ao sujo lavai, ao seco regai, curai o doente.
Dobrai o que é duro, guiai no escuro, o frio aquecei.
Dai à vossa Igreja, que espera e deseja, vossos sete dons.
Dai em prêmio ao forte uma santa morte, alegria eterna. Amém.



Fonte: (Meritocat)

0 comentários:

Postar um comentário